performances

A música de @c oscila entre pausas e mudanças súbitas, conflitos e diálogos com outros sons.

No Lisboa Soa, irão apresentar-se em formato expandido, com convidados especiais, numa performance
que irá envolver o espaço imaterial da estufa com sons concretos e musicais, registrados e transformados digitalmente.

Miguel Carvalhais e Pedro Tudela colaboram como @c desde 2000, desenvolvendo música, arte sonora, instalações,
e performances sonoras ou audiovisuais, quando acompanhados pela artista austríaca Lia.
O seu trabalho desenvolve-se por três abordagens complementares à arte sonora e à música digital:
a composição procedimental, a música concreta e a improvisação. Ao longo dos anos Tudela e Carvalhais têm vindo
a desenvolver composições progressivamente mais estruturadas e complexas, entre os campos da música experimental,
da arte sonora e da performance ao vivo. Se por um lado as suas composições são normalmente construídas em torno
de estruturas muito bem definidas, é também normal que múltiplas células sonoras sejam libertadas dessas estruturas
quando integradas no trabalho, tornando-se parte de complexas estratégias de desconstrução.
A improvisação, em diálogo ou discussão, é central nos concertos do @c, tal como é a vontade de criar composições abertas
e processos que amplifiquem digitalmente as mais variadas realidades sonoras.

Miguel Carvalhais (Porto, 1974) é designer de comunicação e músico. É professor na Faculdade de Belas Artes
da Universidade do Porto e no Mestrado em Multimédia da Universidade do Porto.
Pedro Tudela (Viseu, 1962) é artista plástico, músico e cenógrafo.
É professor na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.
Em 2003, Carvalhais e Tudela integraram o grupo de fundadores da editora Crónica,
que gerem desde então e que se tem afirmado como uma das referências centrais na música experimental
e arte sonora europeias.

//

@C’s music oscillates between pauses and sudden changes, conflicts and dialogues with other sounds.

At Lisboa Soa, they will present an expanded format, with special guests, in a performance that will involve the immaterial space
of the greenhouse with concrete and musical sounds, recorded and digitally transformed.

Miguel Carvalhais and Pedro Tudela collaborate as @c since 2000.
Their work is developed from three complimentary approaches to sound art and digital music:
procedural composition, concrete music and improvisation. Over the years they have been developing complex
and structured compositions, with one foot in the fields of experimental contemporary sound art and the other
in live performance. If their compositions are usually built around strong structural foundations,
it’s also common that multiple cells of sound are freed from these structures when integrated into the work,
developing elaborate strategies of deconstruction.
Improvisation, either in dialogue or discussion, is central to @c’s performances, as is the will to create
open compositions and to nurture ongoing processes that digitally amplify sound realities.

Miguel Carvalhais (Porto, 1974) is a communication designer and a musician.
He teaches at the Design Department in the University of Porto.
Pedro Tudela (Viseu, 1962) is an artist, musician and stage designer.
He teaches at the Painting Department in the University of Porto.
In 2003 Carvalhais and Tudela were among the founding partners of the Crónica media label that they run since then.