RICARDO JACINTO APRESENTA MEDUSA, PT

Servindo-se de um sistema de amplificação sonora distribuído por diferentes pontos do violoncelo, Ricardo Jacinto explora a possibilidade de fragmentação sónica dos seus gestos e do corpo do instrumento. No decorrer das improvisações, a imersão nas subtis cambiantes tímbricas do violoncelo é articulada com a auscultação do espaço acústico e da paisagem sonora circundante.

RICARDO JACINTO, PT

Ricardo Jacinto (Lisboa, 1975). Vive e trabalha entre Lisboa e Belfast. Trabalha como artista e músico, focando principalmente a relação entre som e espaço.
Atualmente frequenta o PHD no Sonic Arts Research Center / Belfast. Licenciado em Arquitectura pela Universidade de Lisboa – Faculdade de Arquitectura e Escultura e Artes Visuais Avançadas no Ar.Co / Lisboa.

Cursos de pós-graduação na Escola de Artes Visuais de Nova York. Estudos musicais no Hot Clube de Portugal e na Academia de Amadores de Música /Lisboa. Desde 1998 apresenta o seu trabalho em exposições individuais e coletivas, concertos e espetáculos, em Portugal e no estrangeiro. Colaborou extensivamente com outros artistas, músicos, arquitetos e artistas. Fundador da OSSO – Associação Cultural. Apresenta o seu trabalho de instalação em vários espaços de arte contemporânea em Portugal e em toda a Europa: Sala Projet CCB_Lisboa, Círculo de Belas Artes de Madrid, MUDAM_Luxemburgo, Centro Cultural Gulbenkian_Paris, Manifesta 08_Europa de Arte Contemporânea de Itália, Loraine Frac-Metz, OK CENTRE_Linz_Austria, CHIADO 8_Culturgest_Lisbon, Casa da Música / Porto e Bienal de Arquitetura de Veneza de 2006.

www.ricardojacinto.com