“The wobbly, chiming vessels turn tuned water into a sort of natural synthesizer, complete with organic forms of envelope, modulation, pitchbend and decay. …. The result is soothing and sensual, like a long hot bath. I could soak in it forever.” by Momus, The WIRE.

Tomoko Sauvage tem vindo a investigar as propriedades sonoras e visuais da água em diferentes estados, assim como as cerâmicas, combinadas com a eletrónica. Tigelas chinesas de tamanhos diferentes, cheias de água e amplificadas por meio de hidrofones (microfones submarinos), os waterbowls são uma espécie de sintetizador natural que gera timbre de fluidos usando ondas, gotas e bolhas. Esses receptores ressoam e também produzem feedback subaquático, um fenómeno acústico que requer ajuste delicado dependendo da quantidade de água, um controle de volume subtil e interação com o espaço acústico. Através de materiais primordiais e gestos lúdicos, Tomoko Sauvage procura um equilíbrio frágil entre aleatoriedade e disciplina, caos e ordem.

TOMOKO SAUVAGE, JP

Tomoko Sauvage é uma música e artista japonesa que investiga a esculturalidade do som e improvisação em relação ao meio ambiente. É principalmente conhecida pela sua pesquisa musical / visual sobre o “sintetizador natural” que inventou, composto por diversos fluidos, bacias, cerâmica, luz e amplificação subaquática. A abordagem de Sauvage está ligada a questões de alquimia, meditação e equilíbrio entre perigo e domínio. Sob a forma de performances, instalações e composições musicais, o seu trabalho é apresentado regularmente na Europa, Ásia e América.