workshops

A oficina investigará conceitos e estratégias possíveis na interface entre instalação e performance. 
Pesquisaremos formas de encontrar novas maneiras de notação/instrução e reprodução,

incluindo conceitos de composição sobretudo os da música minimal. A partir da performance 

Santa Melodica Orchestra“ (para tubos, melódicas e balões) esses aspetos serão discutidos

na teoria e experimentados na prática.

Os participantes no workshop serão performers ao final da tarde, na estufa.

Idade 16+

Inscrições: lisboasoa@gmail.com

Andreas Trobollowitsch é um artista sonoro e visual baseado em Viena.

Ele trabalha extensivamente nas áreas de composição eletroacústica e improvisação,

e compôs para dança, teatro, cinema e rádio. Baseado em sistemas de rotação, vibração e feedback,

ele usa principalmente objetos do dia-a-dia modificados, ventiladores preparados e instrumentos de cordas.

Recentemente, ele tem-se concentrado principalmente em composições conceptuais, construção de

instrumentos musicais, instalações de som e desenho. Interessado na dicotomia entre o intelectual e o físico,

ele inclui aspetos visuais, espacialidade, movimento e o modo como se relacionam com o som.

Recebeu a bolsa State Scholarship for Composition e foi artista SHAPE em 2017.

//

The workshop will investigate possible concepts and strategies at the interface between installation

and performance. We will look for ways to find new forms of notation/instruction and reproduction,

including compositional concepts, especially those of minimal music. From the performance

Santa Melodica Orchestra” (for tubes, melodics and balloons) these aspects will be discussed in theory

and experienced in practice. Workshop participants will be performers in the afternoon.

Idade 16+

Register at:  lisboasoa@gmail.com

Andreas Trobollowitsch is a mainly Vienna-based sound and visual artist.

He works extensively in the fields of electroacoustic composition and improvisation, and has composed

or dance, theatre, film and radio. Based on rotation, vibration and feedback systems he uses mainly

modified everyday objects, prepared fans and string instruments. Recently he has been focusing primarily

on conceptual compositions, self-developed musical instruments, sound and drawing installations.

Interested in dichotomy of the intelectual and the physical he includes visual aspects, spatiality,

movement, and the way that they relate to sound.

He received the State Scholarship for Composition and was SHAPE artist in 2017.